Luiz Netto

Fotografia & Meio Ambiente

Date archives abril 2016

Releases

Conjunto 7D Mark II e 100-400mm v2

Recentemente o site naturesphotoadventures.com postou um pequeno (e bom) release na busca interminável pelo melhor conjunto all-around para a fotografia de pássaros e natureza.

Aos novatos que por aqui passam, a all-around é , em tradução literal, algo como “tudo ao redor”, e é um termo usado universalmente para designar um equipamento “pau pra toda obra” que permita ao fotógrafo diminuir a troca de corpos e lentes ao longo de uma jornada fotográfica.

Pois bem, o conjunto em questão é composto pelas segundas versões da câmera Canon 7D e da lente 100-400 (7D Mark II e 100-400 v2), evoluções naturais das boas antecessoras.

Confesso que a 7D (tampouco a 7D mark II) estão no meu portfolio de equipamentos, nunca as usei profissionalmente, salvo aquele clique esporádico de quando “roubo” uma de algum colega, especialmente do meu amigo Chico Rasta que adora a câmera. E sejamos honestos, é um excelente equipamento com um igualmente excelente (e bota excelente nisso) custo-benefício, não o suficiente para eliminar minha eterna insistência em utilizar full frames para absolutamente qualquer tipo de fotografia, mas a 7D Mark II é uma evolução significativa em relação a seu modelo anterior, algo similar a quando a mesma Canon lançou em 2009 a 5D Mark II, que causou furor no mercado na ocasião, tamanho os ganhos em relação à sua antecessora e findara por se tornar um clássico (por sinal, guardo uma 5DMII e vez ou outra ainda a uso).

 

12957482_10153669984729926_5206410260225358693_o

Sagui-de-tufos-brancos, espécie endêmica de nosso Nordeste, fotografado pelo conjunto analisado. A foto é de meu amigo Chico Rasta. Nitidez impressiona!

Já com a 100-400 minha relação é mais próxima desde os tempos da versão 1. Por mais que a excelente 70-200 da canon usada em conjunto com um TC termine angariando a preferencia de alguns birdwatchers nas teles deste segmento, graças a sua abertura e nitidez superiores, a 100-400 nunca deixou de ir pra um único trabalho meu, nem que fosse como tele secundária. Sempre considerei que sua versatilidade em permitir 400mm com um peso tão diminuto uma grande vantagem para uma grande gama de fotos.

Eis que neste conjunto vê-se a possiiblidade de se realizar grandes trabalhos profissionais a um custo bem mais baixo que as (caríssimas) superteles da canon, além de permitir aquela mobilidade com alcance que só a 100-400 nos proporciona com o upgrade do crop de 1,6 do sensor da 7D que joga o conjunto para ótimos 640mm.

A “leveza com qualidade” que o kit nos permite a um baixo custo está longe de ser a única vantagem. Os ganhos em nitidez da v2 em relação à 100-400 antecessora é enorme e se não bastasse tudo isso, fiquei impressionado com sua qualidade até mesmo para fotos macro.

Em outras palavras, não é nenhum absurdo julgar ser possível adentrar-se-á a uma mata ao longo do dia APENAS com este conjunto e sair com fotos espetaculares, seja telefoto, seja macro, entre outras, com, obviamente, as limitações para paisagens, dado o crop de 1.6 do que joga o início do range do zoom para nada módicos 160mm.

Dentre outras grandes vantagens que já pude presenciar do conjunto (e que o release original também acertadamente atesta), está a ótima velocidade da 7D com uma quantidade de fotos por segundo comparada às tops da Canon (1Dx e 1DC). Esta velocidade da câmera junto com o aumento considerável da velocidade do foco da nova 100-400, nos deu, verdadeiramente, um bom conjunto, rápido, muito rápido.

Se não bastasse tudo isso, o conjunto também demonstrou boa qualidade para vídeo.

Para ver o release original do site citado com fotos e vídeos desta união câmera/lente, clique AQUI.